Os vereadores Antônio Carlos da Silva, o Toninho (PT), e Rodrigo Batista Gonçalves, o Kokim (PPS), voltaram de São Paulo, onde estiveram reunidos com a direção do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Turísticas (DADE), afirmando que a reabertura de alguns retornos ao longo da Avenida Brasil, onde foi construída a ciclovia, é possível.
Os vereadores afirmaram que, de acordo com o diretor Antônio Vaz Serralha, a Prefeitura já pode abrir retornos ao longo da avenida, já que os convênios para as obras são de 2009 e 2010 e já foram concluídos. A Prefeitura, ainda de acordo com os vereadores, não poderia abrir retornos com o dinheiro do DADE. Mas desde que invista recursos próprios, as obras podem ser feitas.
A construção da ciclovia fechou quase todos os retornos ao longo da Avenida Brasil, deixando aberto apenas o que liga as alamedas Paraná e Santa Catarina. A medida visou proteger os ciclistas que circulam pela ciclovia, além de desafogar o trânsito na principal via da cidade, transferindo parte para as alamedas.
O fechamento sempre foi bastante criticado por parte dos moradores. A maioria defende a abertura de, pelo menos, um retorno (nos dois sentidos) entre cada trecho da avenida separado por rotatórias.