As abelhas nativas ou abelhas sem ferrão (ASF), também conhecida como “melíponas”, elas povoam diversos biomas do território brasileiro com mais de 300 espécies.

Elas se alimentam do pólen que tiram das flores e formam seus ninhos em buracos ocos de troncos das árvores. As abelhas nativas são muito dependentes da preservação da mata em que estão e uma colônia pode até morrer se for retirada da árvore em que está instalada. Por isso, a vida de nossas abelhas está ameaçada pelo desmatamento.

Uma das alternativas para a conservação das espécies nativas está na meliponicultura, que garante a criação racional de abelhas sem ferrão.

A importância de meliponicultura

Por meio da criação de Abelhas Sem Ferrão (ASF) é possível produzir vários tipos de mel e ainda contribuir para a conservação das diferentes espécies. A atividade auxilia no equilíbrio biológico dos biomas brasileiros e na preservação de espécies vegetais. A meliponicultura também é sustentável e altamente adaptável a comunidades tradicionais, assentamentos e cooperativas agrícolas.