Mais uma morte por gripe foi confirmada pela Secretaria Municipal Saúde de Catanduva na tarde desta sexta-feira, 8. O homem tinha 64 anos, era morador de Potirendaba e estava internado no Hospital da Unimed de Catanduva. O caso foi notificado no dia 29 de maio.

De acordo com a Secretaria, o paciente foi submetido a exame e diagnosticado com H1N1. Essa foi a terceira morte confirmada por gripe no município. As outras vítimas do mesmo vírus eram moradoras de Paraíso e Ariranha.

Até o momento são 60 casos de gripe em Rio Preto e outros 94 na região, nas cidades de Fernandópolis, José Bonifácio, Olímpia, Santa Fé do Sul e Votuporanga e nas microrregiões de Catanduva e Jales.

Em Rio Preto foram registrados sete óbitos, sendo cinco por H1N1 e dois por H3N2. Em seis dos casos os pacientes tinham algum fator que complicou seu estado de saúde.

Na região, são seis vítimas. Um homem de 27 anos, morador de Santa Fé do Sul, faleceu no HB de Rio Preto por H1N1. Ele sofria de asma. As outras vítimas são uma mulher de 81 anos, moradora de Aparecida d’Oeste que morreu em Jales e estava contaminada com o vírus H3N2, e uma paciente de Urânia, que também faleceu em Jales, aos 55 anos. Ela tinha hipertensão e foi contaminada com H1N1.

A campanha de vacinação contra a gripe segue até a próxima sexta-feira, 15.